Braga vai ser a Capital Portuguesa da Cultura em 2025. Estamos a preparar um ano inteiro de celebração da criação artística nacional, em ligação com a Europa e com os artistas e agentes culturais bracarenses.

A Capital Portuguesa da Cultura é uma iniciativa que resulta do processo de candidatura ao título de Capital Europeia da Cultura 2027 (CEC 2027). Em Braga, começámos a trabalhar em 2018, definindo uma estratégia cultural para a década de 2020-2030, que está já em fase de implementação.

Depois, em 2020, avançámos para o processo de candidatura a CEC 2027. Foram dois anos intensos de trabalho, onde imaginámos a Braga de 2027 em conjunto com artistas, instituições culturais, organizações, empresas e cidadãos anónimos. Braga chegou, juntamente com Aveiro, Évora e Ponta Delgada, à lista de cidades finalistas desta iniciativa, tendo o painel internacional de especialistas que avaliou o processo selecionado a cidade de Évora como Capital Europeia da Cultura 2027.

A qualidade do trabalho efetuado por todas as cidades finalistas levou à decisão do Ministério da Cultura de criar uma iniciativa semelhante de âmbito nacional, a Capital Portuguesa da Cultura. As três primeiras cidades a obter este título são assim as finalistas não vencedoras: Aveiro, em 2024, Braga, em 2025, e Ponta Delgada, em 2026.

Sabe mais sobre o caminho que fizemos até aqui em braga27.pt e em bragacultura2030.pt.

Sobre nós

A Braga 25 é uma iniciativa cultural com a duração de um ano, que vai ter lugar em diferentes pontos do concelho de Braga ao longo de 2025. Nesse ano, queremos que a nossa cidade seja palco do que de melhor se faz em Portugal nos diferentes domínios artísticos. Mas queremos mais.

Queremos manter a rede de parceiros europeus e internacionais que fomos construindo durante a candidatura a Capital Europeia da Cultura através de convites a artistas, intercâmbios entre associações ou residências artísticas. Mas queremos mais.

Queremos que o tecido cultural bracarense possa crescer com esta iniciativa através do seu envolvimento nos projetos da Braga 25 e de ações de capacitação que fortaleçam a sua atividade. Mas queremos mais.

Queremos que os habitantes de Braga participem ativamente, e desde já, nesta programação através de projetos de continuidade que começam agora e culminam em 2025. Mas queremos mais.

Queremos contar contigo. Vamos?

Equipa

Quem somos

A Equipa de Missão da Braga 25 resulta da colaboração entre o Município de Braga e a Empresa Municipal Teatro Circo de Braga, EM S.A., representada pela equipa que esteve responsável pela candidatura de Braga a Capital Europeia da Cultura 2027, pelo gnration e pelo Theatro Circo. Conhece a equipa aqui.
Coordenação Executiva

Atualmente a desempenhar funções de Administradora Executiva da Teatro Circo de Braga, integrou esta empresa municipal em 2018 para assumir a coordenação executiva da Braga Cultura 2030 – Estratégia Cultural de Braga 2020–2030 e, posteriormente, a coordenação do programa artístico da Braga’27 – candidatura a Capital Europeia da Cultura. Foi gerente e gestora sénior de projetos na Opium, empresa especializada em consultoria no setor cultural. É licenciada em Arte e Património pela Escola das Artes da Universidade Católica do Porto onde obteve também o grau de Mestre em Gestão do Património Cultural.

Participação e Mediação de Públicos

Integrou a empresa municipal Teatro Circo em 2018, para assessorar a coordenação executiva da estratégia Braga Cultura 2030 e, posteriormente, assumiu funções de produtora na Braga’27 – candidatura a Capital Europeia da Cultura. Paralelamente é artista e ilustradora freelancer. Conta também com outras experiências de trabalho nas áreas da Programação, Comunicação e Produção Cultural, no gnration, e de Curadoria, Comércio e Marketing na Zet Gallery. É licenciada em Artes Plásticas, no ramo de Pintura, pela Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto, e mestre em Gestão de Indústrias Criativas pela Universidade Católica Portuguesa.

claudia.cibrao@theatrocirco.com
Relações Externas e Produção

Integrou a empresa municipal em 2018 tendo desempenhado várias funções no Theatro Circo, nomeadamente na área da comunicação da Braga Cultura 2030 – Estratégia Cultural de Braga 2020–2030 e ainda da Braga Cidade Criativa da Unesco para as Media Arts. Na candidatura de Braga a Capital Europeia da Cultura 2027 desempenhou funções de assistente de relações externas e de produção. Paralelamente é artista e ilustradora freelancer. Foi jornalista e subdiretora de informação da RUM Rádio Universitária do Minho. Colaborou também com o Jornal Público e com o jornal Liberal, em Cabo Verde. É licenciada em Comunicação Social pelo Instituto Politécnico de Viseu.

natacha.correia@theatrocirco.com
Coordenação de Comunicação

É responsável pela coordenação de comunicação da Braga 25, tendo assumido o mesmo cargo no processo de candidatura de Braga a Capital Europeia da Cultura 2027. Coordenou também a comunicação da Braga Cidade Criativa da Unesco para as Media Arts de 2019 a 2021. Antes disso passou pela comunicação do projeto artístico Comédias do Minho. É licenciada em Comunicação Social pela Universidade do Minho e mestranda em Comunicação, Arte e Cultura no mesmo estabelecimento de ensino.

carolina.lapa@theatrocirco.com
Comunicação e Estratégia Digital

Enquanto gestora de comunicação na empresa municipal Teatro Circo, foi responsável pela estratégia digital da Braga’27, o processo de candidatura de Braga a Capital Europeia da Cultura 2027. Anteriormente, assumiu também a função de técnica de comunicação da Braga Cidade Criativa da Unesco para as Media Arts. No seu percurso profissional ganhou o Passaporte para o Empreendedorismo do IAPMEI com um projeto ligado a transmedia storytelling para o mercado musical, passou pelo departamento de comunicação da Viagens Abreu, pela Vitamina. Digital Agency e pela agência SA365. É licenciada em Ciências da Comunicação pela Universidade do Minho e em Turismo pela Universidade Católica Portuguesa.

mariana.volz@theatrocirco.com
Coordenação do Programa Artístico

Programador cultural e músico, está umbilicalmente ligado à direção artística de algumas das iniciativas mais transformadoras do panorama cultural da cidade de Braga dos últimos 15 anos, tais como o festival Semibreve (até 2023), o gnration ou a bienal de arte e tecnologia Index. É, desde 2023, Diretor Artístico do Theatro Circo. É Professor Auxiliar Convidado na Universidade do Minho e foi orador convidado em instituições como Berklee College of Music, Elektra Montreal, Eurosonic Noorderslag, Ars Electronica, MAAT, Serralves, Universidade Católica Portuguesa – Escola das Artes ou ESMAE. A sua atividade tem sido desenvolvida também internacionalmente, sendo o único elemento português no comité de curadores da plataforma europeia EMAP (European Media Art Platform). Enquanto músico tem desenvolvido trabalho a solo e como membro de múltiplos projetos. É Mestre em Estudos Museológicos e Curatoriais pela Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto.

Coordenação do Programa Artístico

Tem desenvolvido trabalho em áreas múltiplas como comunicação para cultura, programação artística e produção de espetáculos. Assume a direção de comunicação do gnration desde 2014, dirigindo simultaneamente a comunicação do festival de música eletrónica e arte digital Semibreve. Desde 2021 que dirige também a comunicação da Braga Media Arts, projeto de ação de Braga enquanto Cidade Criativa da UNESCO para as Media Arts. No campo da programação artística foi responsável pela programação de festivais e ciclos de música em várias cidades do país, com foco na música portuguesa e também internacional. Comissariou ainda o disco “Miguel Torga por Lavoisier – Viagem a um Reino Maravilhoso”, que une as palavras do escritor Miguel Torga à música do duo português Lavoisier. Possui mais de uma década de experiência na produção de espetáculos, trabalhando com artistas nacionais e internacionais. É licenciado em Ciências da Comunicação pela Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro.

Coordenação do Programa Artístico

Integra equipa do Circuito – Serviço Educativo Braga Media Arts desde a sua criação, sendo responsável pela sua programação e coordenação. Recentemente integrou também a equipa de programação do Theatro Circo, no eixo de Mediação e Participação. Paralelamente, desenvolve trabalho na área da produção cultural. Foi produtora executiva do gnration entre 2014 e 2019, onde, para lá da programação regular, foi responsável pelos projetos de serviço educativo e de arte participativa. Tem pós-graduação em Comunicação, Arte e Cultura, pela Universidade do Minho, e em Práticas Artísticas e Inclusão Social, pela Universidade Católica Portuguesa.

Coordenação do Programa Artístico

Dramaturga, criadora e programadora de artes performativas, integrou a equipa de programação do Theatro Circo em 2023. Em 2020, co-fundou o coletivo artístico UMA, no qual desenvolve o seu trabalho de criação para teatro, performance e instalação. É doutorada em Dramaturgia pela Yale School of Drama, tendo trabalhado cinco anos como dramaturgista e consultora literária nos EUA, em colaboração com instituições como Yale Repertory Theatre e Theater for a New Audience. Entre 2019 e 2023, fez produção e assessoria de programação para diferentes companhias e artistas em Portugal. É curadora da plataforma de conteúdos online FITEI Digital.

Gestão de Projetos e Apoio à Programação

Foi gestora do Projeto Pláka entre 2019 e 2024 – plataforma que reúne projetos que consubstanciam a política municipal de apoio à prática artística contemporânea no Porto – e coordenadora artística da ArtWorks entre 2017 e 2019 – organização que produz, desenvolve e fabrica obras de arte e outros projetos, na qual desenvolveu o programa das residências artísticas No Entulho. É membro da ZOOM desde 2014 – associação cultural responsável pelo cineclube de Barcelos -, no âmbito da qual foi membro fundador do espaço independente Casazul, e é membro d’A Macho Alfa Associação Cultural – através da qual colaborou na programação do Festival Linha TGV e na organização do projeto Allvenues. Colabora em diferentes projetos de programação cultural e de curadoria desde 2014 e é co-criadora e co-diretora artística do projeto BARLOS. Licenciada em História de Arte pela Universidade do Porto e Mestre em Estudos de Arte, na vertente de Estudos Museológicos e Curadoriais, pela mesma instituição.

Produção, Mediação e Participação de Públicos

Mais conhecida como Kina, tem um percurso profissional ligado à produção e design. Na área da produção trabalhou em festivais como FEST – New Directors, New Films Festival, Festival Entre Cidades, Fenda, Jazz Fest, História de um Mosteiro: Recriação Histórica, passando também pela Circolando, CRL – Central Elétrica, no Porto. Na área do design, trabalhou com marcas do grupo Sonae, Nuboyana Portugal e Anexo82. Nas áreas de produção, comunicação e medição, colabora até à data com a Plataforma do Pandemónio Integra a equipa da Braga 25 desde janeiro de 2024, nas áreas da produção da mediação e participação de públicos. É licenciada em Design pela Universidade de Aveiro.

Chefe de Gabinete do Presidente da Câmara Municipal de Braga

Foi adjunta para as Relações públicas e institucionais do Presidente do Supremo Tribunal de Justiça, de 2003 a 2017. Regressou em 2017 à cidade Braga, onde integrou a empresa municipal INVESTBRAGA – Agência para a Dinamização Económica de Braga, assumindo em 2018 a direção da área de Dinamização Económica e Atração de Investimento. Desde outubro de 2019, é Chefe de Gabinete do Presidente da Câmara Municipal de Braga. É licenciada em Comunicação Social, pela Universidade do Minho e pós-graduada em Comunicação Estratégia e Empresarial, pela Universidade Europeia em Lisboa. Possui também um master em Protocolo e Organização de Eventos pela Escuela Internacional de Protocolo de Madrid – Espanha.

Promotores

Webdesign